Jaloo e Humberto Carrão em cena do filme Paraíso Proibido
Jaloo e Humberto Carrão em cena do filme Paraíso Proibido (Foto: DIvulgação)

A cena de sexo gay protagonizada por Humberto Carrão e o cantor Jaloo para o filme Paraíso Perdido, em cartaz nos cinemas, foi filmada sem ensaios. A divulgação do momento fez com que os nomes dos artistas envolvidos figurasse entre os mais comentados no Twitter nos últimos dias.

“A Monique [diretora] foi malandra, no filme tem algumas imagens que me parecem feitas depois de um ‘corta’. Mas foi bonito perceber que mesmo depois, rolou um carinho, a gente se gostou. Era uma cena importante para o filme, pra gente”, contou Carrão em entrevista ao UOL.

Na história, Jaloo interpreta a drag queen Imã, que se apresenta na boate liderada por José (Erasmo Carlos) e sua família de cantantes, entre eles o seu neto. Durante as apresentações no inferninho, ele flerta com Pedro, personagem de Carrão. Um professor gay enrustido que ainda está no armário e não sabe lidar com os seus desejos sexuais.


LEIA MAIS:

MTV transmite programação especial para celebrar Orgulho LGBT

Madrinha da Parada LGBT de SP, Fernanda Lima discursa: “Não podemos deixar que a LGBTfobia continue matando”

Carrão disse estar surpreso com a repercussão que a cena ganhou. “É uma loucura que isso faça barulho desse tamanho”, analisou. “Mas o que ajuda a mudar essas coisas é justamente discutir, conversar. Poder usar nosso trabalho e tratar essas questões é o ideal”, pontuou.

Já Jaloo revelou ter ficado tímido ao ter que se despir para rodar a sequência. “Uma coisa curiosa é que eu não tiro a roupa na frente de pessoas desde quando eu era muito jovem. Foi muito louco na hora, mas depois de uns minutos, eu já estava muito preocupado em fazer da melhor forma e sem vergonha”, lembrou.