O comentarista Walter Casagrande
O comentarista Walter Casagrande (Foto: Reprodução/SporTV)

O comentarista Walter Casagrande comentou no programa Seleção SporTV sobre os gritos homofóbicos proferidos pela torcida mexicana durante o jogo da Copa do Mundo contra a Alemanha no último domingo (17), na Rússia. O fato ganhou grande repercussão no mundo todo e fez a Fifa abrir um processo disciplinar contra a seleção norte-americana.

“Se começar a ter um grito desse constantemente em uma partida de futebol, eu acho que o árbitro deveria apitar, parar o jogo, e os jogadores saírem para decidir. Não pode continuar com uma coisa dessa, é desagradável para todo mundo”, afirmou o ex-jogador durante a atração do canal pago.

LEIA MAIS:


Caco Ciocler sensualiza de cueca em ensaio que quebra padrões de gênero

Nanda Costa grava música contra homofobia que compôs com namorada

Casagrande ainda lembrou um episódio parecido que aconteceu no Brasil. “No Brasil, isso criou um monte de problemas para aquele torcedor palmeirense. É desagradável para todo mundo, não cabe mais. As coisas mudaram. O politicamente correto é chato e exagero? É, mas em algumas coisas é útil pra caramba para começar a mudar o comportamento das pessoas”, ressaltou.

O comentarista da Globo acrescentou que é necessário aumentar o respeito e a aceitação da diversidade. “Não tem mais como viver sem tolerar ou aceitar a diferença de quem está do seu lado. Todos nós somos diferentes. Somos em cinco pessoas aqui completamente diferentes. Por que não aceitar? Eu não suporto este tipo de comportamento”, concluiu.