bandeira lgbt
Bandeira LGBT (FOTO: Reprodução/Internet)

Uma pesquisa online realizada nos Estados Unidos pelo BuzzFeed constatou que mais da metade dos membros da comunidade LGBTQ+ (57%) costumam ser adeptos de alguma religião. O estudo ainda incluiu questões relacionadas à gênero, sexo, política, família e discriminação.

Diante deste universo os protestantes aparecem com 23% do grupo, seguidos pelos católicos, que têm 18%. Por outro lado, 39% declararam não ter religião. 55% das pessoas ouvidas são mulheres, os homens correspondem a 41%, e cerca de 5% que se consideram queer ou não-binário (que não se identificam com nenhum dos gêneros).

LEIA MAIS:


Casagrande detona gritos homofóbicos na Copa:”Não suporto”

Hugo Bonemer fala sobre homossexualidade na dramaturgia: “Faz parte da minha realidade”

A média de idade dos entrevistados está entre 18 e 39 anos, que correspondem a 57%, sendo que 21% confessaram que mentem sobre a sua sexualidade no trabalho e 12% contaram já ter sofrido algum tipo de discriminação por causa da sua orientação sexual ou identidade de gênero.

16% concordam que comerciantes podem negar atendimento a clientes LGBT’s por convicção religiosa, enquanto 69% discordam deste tipo de prática. Os entrevistados foram ouvidos entre os dias 24 de maio e 1° de junho de 2018. 880 participantes responderam a pesquisa, que tem margem de erro de 3,3% para mais e para menos.