O cabeleireiro Daryll Rowe (FOTO: Reproduçao/Internet)
O cabeleireiro Daryll Rowe (FOTO: Reproduçao/Internet)

Condenado a prisão perpétua pelo tribunal de Bright Crown, no Reino Unido, no mês passado por infectar propositalmente com o vírus HIV, pelo menos dez homens que conheceu pelo Grindr, o cabeleireiro Daryl Rowe está no centro de uma nova polêmica.

O site pornô gay Blake Mason descobriu e excluiu vídeos aos quais o homem, de 27 anos, aparecia no site sob o pseudônimo de Benjamin York em 2013 e 2014. Antes de ser diagnosticado como soropositivo, em 2015.

LEIA MAIS:


Mulher de Ohio é investigada após anunciar “suco da cura gay”

Polícia Federal prende administrador de páginas homofóbicas, machistas e racistas na web

Ao Scotish Sun, uma suposta vítima alega que Rowe teria lhe infectado com o vírus passou meses pedindo para que a plataforma de vídeos adultos removesse o filme. 

Daryl Rowe foi considerado culpado em julgamento por infectar cinco homens e tentar transmitir a doença para outros cinco. Agora ele terá que cumprir pelo menos 12 anos em regime fechado, para depois pedir liberdade condicional.