A attriz Sarah Jessica Parker
A attriz Sarah Jessica Parker (Foto: Divulgação)

Em meio a tanta discussão sobre diversidade sexual e representatividade de raça e gênero, a atriz Sarah Jessica Parker uma das estrelas famosas por protagonizar a série Sex And The City, analisou em entrevista ao Metro UK, que se fosse produzida nos dias atuais teria o roteiro completamente diferente.

“Nossa série não tinha mulheres negras, latinas ou de qualquer outra etnia. Não tinha mulheres LGBT. Nós nem falávamos disso na série”, confessou ela.

LEIA MAIS:


País que mais mata trans no mundo, Brasil é também o que mais acessa pornôs do gênero, reforça pesquisa

Público gay de Nova York se rende às graças de Anitta e músicas bombam nas baladas locais

A artista continuou pontuando que a trama é muito datada e não poderia ser feita da mesma forma como aconteceu anos atrás. “Carrie [personagem da atriz e protagonista da série] é um produto de seu tempo. Os diálogos da série sobre política social e sexual são muito marcantes daquela época. Eles teriam que ser mudados.”

“A cidade [Nova York] mudou, então é claro que seria uma série diferente”, completou. A série originalmente exibida pela HBO teve seis temporadas entre 1998 e 2004, se tornando um verdadeiro fenômeno cultural.