Bandeira trans
Bandeira trans (Foto: Reprodução)

A Secretaria Municipal de Assistência Social de Maceió (Semas) divulgou nesta terça-feira (1°) uma pesquisa para levantar dados sobre a saúde da população de travestis e transexuais em Alagoas.

Através do questionário, disponível até o dia 10 de maio, o órgão espera reforçar o pedido de reabertura do ambulatório especializado em terapia hormonal do Hospital Universitário (HU), fechado há 4 anos.

LEIA MAIS:


Ator trans Tarso Brant posa nu para ensaio fotográfico

Thammy Miranda manifesta desejo de ter filhos

“O retorno do diálogo com o Hospital Universitário para a retomada do atendimento do ambulatório para pessoas travestis e transexuais em Alagoas foi um pedido nosso junto com a ASTTAL, Provida, ACTTRANS, Conselho Municipal LGBTI+ e a ONG Afinidades GLSTAL. Então, a direção do hospital solicitou comprovação, por meio de relatório, de que existe demanda dessas pessoas para o retorno da atividade”, explicou o coordenador da Diversidade Sexual da Semas, José Roberto.

Além de consultar a realidade de saúde das pessoas transgêneros alagoanas, o cadastro disponibilizado online também informações sobre seu perfil social e de saúde.

Para responder o questionário basta clicar, neste link.

DEIXE UMA RESPOSTA