A drag queen Pabllo Vittar
A drag queen Pabllo Vittar na coletiva de imprensa do Milkshake Festival (Foto: Reprodução/Facebook)

A drag queen Pabllo Vittar revelou em entrevista à revista Quem, que costuma receber muitas cantadas de pessoas famosas e até de mulheres.

“Eu recebo muitas mensagens de gente famosa, cantores, anônimos também, que falam que têm curiosidade. Isso é normal! Mas muita gente me procura de menina. Algumas mulheres já deram em cima também!”, contou ela.

LEIA MAIS:


Chay Suede exibe bumbum em Segundo Sol e quebra a internet

C&A lança coleção especial para celebrar Orgulho LGBT

A cantora também ainda compartilhou uma curiosidade: muita gente a convida para sair se surpreende ao encontrá-la desmontada. “Meu amor, aquilo é o meu trabalho! Eu não sou uma gatinha que você chama e vem montada! Amo dizer que sou drag queen, porque muita gente ainda pensa que a Pabllo Vittar é uma menina cis loira que tem que usar vestidinho”, analisou.

Pabllo ainda desabafou sobre o preconceito que gays afeminados sofrem dentro até mesmo da comunidade LGBT. “Ser afeminado é revolucionário. Me sinto privilegiada por ter conquistado tudo que tenho hoje, mas tenho noção do que minhas manas sofrem por aí. Até mesmo para se relacionar é difícil. Os caras ficam com as afeminadas, mas são poucos que assumem. Na hora de namorar, são com os não afeminados que eles andam de mãos dadas”, lamentou.