Samuel e Cido se beijam em O Outro lado do Paraíso
Samuel e Cido se beijam em O Outro lado do Paraíso (Foto: Reprodução/TV Globo)

O ator Rafael Zulu se despediu de Cido, personagem de O Outro Lado do Paraíso, em entrevista à revista Quem. Ele comentou sobre a repercussão do beijo gay na reta final da trama.

“Me vejo como um artista que tem por obrigação combater e denunciar tudo que está ligado ao preconceito! Vivemos hoje, mais do que nunca, um momento de conscientização política, é só vejo isso como positivo! Sigo acreditando que as pessoas são livres para ser quem exatamente elas desejam ser”, declarou.

LEIA MAIS:


RuPaul vira desenho animado e estreia série em plataforma de streaming

Globo pode vetar personagem trans de próxima novela de Aguinaldo Silva

Zulu também falou a respeito das críticas à cena que contracenou ao lado de Eriberto Leão e se tornou polêmica. “Essa repercussão toda tem um nome: o Brasil ainda está muito atrasado! Enquanto um simples beijo entre pessoas do mesmo sexo for tratado como se fosse algo extraordinário, temos que ter a certeza de que algo está errado! Foi como gravar qualquer outra cena… eu e o Eriberto somos muito amigos, o diretor deu o comando e nós fizemos”, contou.

Apesar dos comentários contrários, o artista acredita que o saldo do trabalho foi positivo. “Uma repercussão gigantesca, nunca tinha vivido isso! Mas foi necessário para que a gente tenha certeza de que o nosso país e as nossas famílias precisam entender que o amor é válido independente da forma! Recebi muito carinho de todos os lados, e sinceramente também achei a cena bem bonita, bem construída!”, finalizou.