Parada LGBT de São Paulo (Foto: Divulgação)
Parada LGBT de São Paulo (Foto: Divulgação)

Cerca de 51% dos cidadãos da cidade de São Paulo afirmaram que já sofreram ou presenciaram episódios de discriminação contra membros da comunidade LGBT é o que revelou o resultado da 1ª Pesquisa da Diversidade, realizada pela Rede Nossa São Paulo.

Desta parcela, outros 46% dos entrevistados presenciaram as mesmas situações dentro de transportes coletivos da capital. Foram ouvidas 800 pessoas residentes do município paulista, sendo 54% de mulheres e 46 de homens com margem de erro de 3% para mais ou para menos.

LEIA MAIS:


Repórter gato da Globo, Pedro Figueredo se casa com Erick Rianelli, colega de emissora

Jogo League of Legends ganha ícone especial para celebrar Orgulho LGBT

Gestor de projetos da Rede Nossa São Paulo, José Américo Sampaio acredita que a capital não é o exemplo de lugar seguro para LGBTs. “A cidade de São Paulo é uma cidade hostil à população LGBT. Por mais que a população LGBT represente 5% da população paulistana, chama a atenção o fato de 5 em cada 10 entrevistados já terem vivenciado ou presenciado situações de preconceito contra LGBTs em espaços ou transporte público da cidade”, afirmou.

Para ele as autoridades deveriam intervir com ações que tornem a cidade mais atrativa para a comunidade LGBT. “Esses dois espaços são os mais violentos com essa população. Neste sentido, é fundamental que o poder público, principalmente o Executivo, invista em políticas públicas que tirem a invisibilidade das questões relativas à população LGBT”, completou.