Família homoafetiva
Família homoafetiva [Foto: Reprodução/Internet]

Os estados norte-americanos do Kansas e Oklahoma aprovaram nesta sexta-feira (04) leis que autorizam o bloqueio de casais LGBT de adotarem crianças, nas agências com padrões religiosos ou morais. As informações são do Jornal de Notícias.

Em Oklahoma, a medida foi aprovada com 56 votos a favor e 21 contrários. O texto segue agora para a governadora republicana Mary Fallin, que não declarou ainda se assinará o acordo. Já no Kansas, o projeto de lei aprovado impede a proibição das agências religiosas de fornecerem assistência social e serviços de adoção ao Estado.

LEIA MAIS:


Governador de Rondônia pode vetar criação de Conselho LGBT no Estado

Museu da Diversidade Sexual recebe exposição com fotos de Paradas LGBT no mundo

A decisão vale também para os casos nos quais estas instituições se recusam a entregar crianças a determinadas famílias sob os dogmas religiosos, e passou pelo Senado com 24 votos a favor a 15 contra, quando a câmara já havia aprovado por 63-58. Agora, o texto vai para a sanção do governador republicano Jeff Colyer, que o apoia o projeto.

Os defensores argumentam que as novas legislações são para proteger o direito de viver a sua fé religiosa, ressaltando que as agências operam há décadas no Kansas sem maiores problemas. Porém, ativistas LGBTs consideram as medidas um ataque aos direitos LGBTs.