Protesto por direitos LGBT Rússia
Protesto por direitos LGBT Rússia (Foto: Reprodução/Pinterest)

A Federação Russa de Futebol mandou um recado, em um post nas redes sociais, aos fãs do esporte e turistas LGBTs que pretendem acompanhar os jogos da Copa do Mundo, que será sediada este ano no país.

Com a justificativa de aumentar a segurança dos visitantes, o texto pede o controle das pessoas da comunidade e não recomenda manifestações que façam referência à LGBTs. “É recomendável fortemente que não se faça propaganda de qualquer coisa relacionada a sexualidade”, disse.

“Como em qualquer viagem, é recomendável entender a cultura, valores e crenças do destino pra onde você vai. Sendo assim, se você se comportar como faria, por exemplo, no Reino Unido, deve ter mais cuidado por estar em uma sociedade menos tolerante”, completou.


LEIA MAIS:

Com o corpo coberto de óleo, filho de Carlinhos Aguiar sensualiza nas redes sociais

Mais da metade dos paulistanos já sofreu ou presenciou episódios LGBTfóbicos, aponta pesquisa

Vale lembrar que a pedido da Fifa, a União de Futebol da Rússia, os torcedores poderão hastear bandeiras e outros objetos com imagens que façam alusão à comunidade LGBT, como bandeiras do arco-íris durante os jogos do mundial sem receber nenhuma punição por isso.

Os casos de violência contra membros da comunidade LGBT duplicaram nos últimos anos, desde que começou a vigorar uma lei que proíbe qualquer forma de “propaganda gay”. Chamadas de relações sexuais não tradicionais, carinhos, mãos dadas, beijos, entre outras manifestações de afetos são altamente condenável no país.

DEIXE UMA RESPOSTA