A cidade de Palm Sping, Califórnia, EUA
A cidade de Palm Sping, Califórnia, EUA (Foto: Reprodução/Internet)

A comunidade LGBT tem registrado muitos casos de Sífilis na cidade Palm Springs, na Califórnia, nos Estados Unidos. A epidemia foi confirmada pelas autoridades de saúde do condado de Riverside, no estado norte-americano.

A coordenadora do programa do Sistema de Saúde de Riverside University, Marcella Herrera-Carpenter disse que o surto ainda está em processo de pesquisa, mas ressalta que homens que fazem sexo com outros homens apresentam a maioria dos diagnósticos.

“Nós não temos nenhuma resposta, temos lidado com isso há vários anos e, essencialmente, precisamos começar a pensar fora da caixa”, afirmou Herrera em entrevista ao Desert Sun.


LEIA MAIS:

Mulher de Ohio é investigada após anunciar “suco da cura gay”

Primo distante do HIV, HTLV-1 causa epidemia na Austrália

O motivo para o aumento de casos de sífilis entre os gays seria o sexo sem proteção, muitas vezes utilizados por causa do uso incorreto da Profilaxia Pré-Exposição (PrEP), como aponta o Dr.Christopher Foltz.

Estima-se que a taxa de portadores de Sífilis em Palm Springs é de 185 casos para cada 100 mil pessoas. Os dados são alarmantes, visto que os registros na região é dez vezes maior que em todo seu entorno.