O ginasta artístico Diego Hypólito
O ginasta artístico Diego Hypólito (Foto: Reprodução/TV Globo)

Diante a repercussão da denúncia de mais de 42 ginastas artísticos contra o ex-técnico da seleção brasileira masculina Fernando de Carvalho Lopes, o campeão olímpico Diego Hypólito revelou que já sofreu episódios de assédio sexual no início da carreira, por outros atletas veteranos da modalidade nos vestiários, em entrevista ao Jornal Nacional, desta segunda-feira (30).

Em uma das situações que afirma ter passado, Hypólito lembra quando os seus colegas passavam pasta de dente em pilhas, e ele tinha que pegar os objetos com o ânus e depositar em um tênis. Caso não conseguisse, era obrigado a repetir o desafio.

LEIA MAIS:


Morando na rua, filha de Jackie Chan revela abandono dos pais após se assumir lésbica

OAB revela emissão de 62 certidões com nome social de advogados trans

“No dia em que isso aconteceu, eu tive um ataque epiléptico. Não consegui completar a prova. Era a questão da humilhação. O bullying era regular e tinha a conivência do técnico”, lembrou ele que não revelou os nomes dos autores da agressão.

O ginasta contou que a reportagem exibida no Fantástico, do domingo (29), foi o motivo para tomar coragem para expor o caso. Sobre as acusações de assédio contra Fernando, que também foi seu treinador na época das Olimpíadas Rio 2016, Hypólito confessa que já tinha ouvido falar sobre algo parecido, mas sempre achou ser fofocas.