Hayley Kyioko e Rita Ora
Hayley Kyioko e Rita Ora (Foto: Divulgação)

Desde que lançou a sua mais nova música “Girls”, na sexta-feira (11), a cantora Rita Ora recebeu muitas críticas na web a respeito da letra, interpretada por muitos como tendo feito um retrato preconceituoso da comunidade LGBTQ+.

A faixa gravada em parceria com Cardi B, Charli XCX e Bebe Rexha foi alvo de protestos nas redes sociais por tratar mulheres lésbicas com estereótipos como em um trecho que fala em mulheres beijando outras após beberem um copo de vinho.

LEIA MAIS:


No palco do Faustão, Carlinhos Brown canta hino LGBT e celebra casamento homoafetivo: “O mundo aceitou”

“Já beijei mulheres”, revela cantora Iza

Dentre as manifestantes, a cantora Hayley Kiyoko escreveu em seu perfil no Instagram, um texto no qual diz que a canção reproduz certos estigmas atribuídos a homossexuais. “Uma música como essa somente alimenta o olhar masculino e marginaliza a ideia de uma mulher amando outra”, declarou.

“Eu sei que essa não foi a intenção das artistas da música, mas a falta de consideração por trás da letra está realmente me pegando. Eu não preciso beber vinho para beijar garotas. Eu amo mulheres por minha vida inteira. Esse tipo de mensagem é perigosa porque invalida completamente o amor puro da nossa comunidade”, completou.

“É importante para nós artistas usarmos nossas plataformas para tentar instigar a cultura. Tem uma nova música que saiu hoje com uma colaboração de várias mulheres bem conhecidas do pop que me mergulhou em pensamentos. Eu literalmente estou com um nó na garganta agora. Para ser clara, eu apoio totalmente que outros artistas tenham total liberdade de expressão e aplaudo artistas homens e mulheres que são abertos sobe suas identidades sexuais. No entanto, acontece com frequência que algumas músicas tenham mensagens francamente surdas, que fazem mal para a comunidade LGBTQ+. Uma música como essa somente alimenta o olhar masculino e marginaliza a ideia de uma mulher amando outra. Eu sei que essa não foi a intenção das artistas da música, mas a falta de consideração por trás da letra está realmente me pegando. Eu não preciso beber vinho para beijar garotas. Eu amo mulheres por minha vida inteira. Esse tipo de mensagem é perigosa porque invalida completamente o amor puro da nossa comunidade. Eu sinto que tenho a responsabilidade de nos proteger o quanto posso. Nós podemos e vamos fazer melhor”

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA