Rômulo Arantes Neto
Rômulo Arantes Neto (Foto: Divulgação/TV Globo)

O ator Rômulo Arantes Neto venceu o recurso do processo movido contra o Google no qual pediu uma indenização no valor de R$ 10 mil pelo provedor que se recusou a retirar do ar um vídeo íntimo seu que começou a circular nas redes sociais.

O famoso reclama que o site retire as imagens que aparece se masturbando na webcam, e foram divulgadas contra a sua vontade, captadas em local privado de maneira clandestina por um terceiro que o publicou na rede, infringindo direitos a privacidade.

VEJA TAMBÉM:


“Ainda não encontrei uma mulher”, afirma Maria Ribeiro sobre bissexualidade

Após ameaças do namorado, drag queen Conchita Wurst revela ser portadora do vírus HIV

A decisão foi da 19ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, através do desembargador Ferdinaldo Nascimento que manteve a quantia e rejeitou o embargo de declaração do Google, que pedia esclarecimento de algumas questões levantadas na sentença.

Vale lembrar que o Google venceu a primeira instância do processo no qual Arantes Neto requisitava o valor de R$ 250 mil pela hospedagem das imagens em várias páginas. Na época, o desembargador responsável pela sentença chegou a declarar que “o próprio ator que colocou o vídeo na internet”, de acordo com o jornalista Léo Dias, do jornal O Dia.