Farrah Moan-SheaCoulee
Farrah Moan e Shea Coulee

Participantes da nona temporada de RuPaul’s Drag Race, Shea Coulee e Farrah Moan relataram terem sido vítimas de homofobia enquanto faziam uma refeição em uma lanchonete  em Newcastle, na Inglaterra.

Em um vídeo gravado pela própria agressora, podem ser ouvidas as drag queens serem xingadas de nomes como “putas”, “bichinhas” e “DST ambulante”. Em um dado momento a mulher não identificada tenta agredir Farrah, que tenta se defender dizendo: “Não encoste em mim com suas mãos imundas.”

Leia Mais:


Pabllo Vittar mostra transformação em drag queen e surpreende com antes e depois

Aretuza Lovi divulga capa do single em parceria com Solange Almeida

Mais tarde, Farrah explicou todo o ocorrido em seu perfil no Twitter: “Então eu não queria chamar a atenção para a negatividade que aconteceu comigo e com o Shea noite passada em Newcastle em uma loja de kebab, mas o vídeo está se espalhando. Não há necessidade de pedir desculpas em nome da cidade, o nosso show foi incrível e há babacas homofóbicos em todo o mundo. Amo vocês, pessoal”, escreveu a performer.

A artista ainda completou: “Eu não mantive minha elegância no vídeo… Eu estava muita bêbada e uma garotinha veio até Shea e eu com o telefone dela nos chamando de viados, andando de um lado para o outro porque meu cabelo era rosa e eu acho que ela era uma menina branca zoada.”