Medicamento Truvada
Medicamento Truvada (Foto: Divulgação)

O Brasil vai passar a produzir o medicamento Truvada, combinação de medicamentos antirretrovirais destinado para terapia de pré-exposição (PrEP), tratamento utilizado para a prevenção da infecção do vírus HIV. A informação foi anunciada nesta semana pelo Instituto de Tecnologia em Fármacos (Farmanguinhos), braço da Fundação Oswaldo Cruz (Fio Cruz), preparado dentro da Parceria de Desenvolvimento Produtivo (PDP), através das empresas Blanver e Microbiológica.

O medicamento consiste na combinação das substâncias Emtricitabina e Tenofovir, e deve passar a ser fornecido pelo Sistema Único de Saúde (Sus), ainda no segundo semestre deste ano. A expectativa do governo com a medida é que haja uma queda expressiva, em torno de 60%, no custo do tratamento, de acordo com o Ministério da Saúde.

LEIA MAIS:


Cabeleireiro é condenado à prisão perpétua por infectar homens com o vírus HIV

48ª Jornada Paulista de Radiologia discute o câncer de mama em pessoas trans

A PrEP é indicada para homens que fazem sexo com outros homens, transexuais, profissionais do sexo, profissionais de saúde que convivam com a exposição ao vírus HIV e casais sorodiscordantes: quando apenas uma das partes é diagnosticada como soropositiva.  

Os interessados em iniciar o tratamento com a PrEP devem ser maiores de 18 anos e fazer testes que indiquem que não carreguem o vírus no sangue, além de demonstrar disposição para manter o tratamento por um determinado período. Não é recomendado, também que se abandone o uso de preservativos. As informações são do jornal Estadão.