A candidata à presidência pelo PCdoB Manuela D´Ávila
A candidata à presidência pelo PCdoB Manuela D´Ávila (Foto: Reprodução/Facebook)

A pré-candidata à Presidência Manuela D’Ávila (PCdoB) divulgou através de um vídeo publicado em seu perfil no Facebook, publicado na quarta-feira (18) as propostas aos direitos LGBT que deverão ser impostas no seu governo, caso seja eleita nas votações de outubro.

Nas imagens, a comunista afirma assumir para a sua campanha os compromissos impostos pela Aliança Nacional LGBTI, como o apoio à criação do Estatuto da Diversidade Sexual, proposto pela Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), o marco legal para punir crimes de ódio contra a população LGBT.

LEIA MAIS:


Candidatos a presidência do Paraguai são unânimes contra casamento gay

Marina Silva responde sobre direitos LGBT em seu governo: “Direitos são para todos”

Manuela ainda se compromete a ajudar o direito a identidade de gênero, equipamentos de referência e casas de apoio para prevenir a violência contra LGBTs, o fortalecimento do conselho nacional e a coordenadoria LGBT, além de apoiar o ensino à diversidade nas escolas.

Natural do Rio Grande do Sul, Manuela D’Ávila, tem 36 anos e formação em jornalismo, estreia na corrida presencial, mas já tem experiência política como deputada federal pelo seu estado de nascimento entre os anos de 2005 e 2007.