Pais de Scott Purdy afirmam que filho sempre foi gay
Pais de Scott Purdy afirmam que filho sempre foi gay (Foto: Reprodução/ITV)

A notícia inusitada que começou a circular na internet na última semana, na qual o britânico Scott Purdy, de 23 anos, afirmava que sempre se identificou como hétero, porém por causa do uso do analgésico Lyrica, muito utilizado para tratar fibromialgia, começou a sentir atração por pessoas do mesmo sexo, ganhou enorme repercussão em todo o mundo.

Diante de todo o buzz criado a partir do caso, o pai do rapaz, Nigel Purdy, de 57 anos, veio a público para desmentir o filho e confirmar as suspeitas de muitos: Scott sempre foi gay.

LEIA MAIS:


Presidente de Uganda ameaça proibir o sexo oral no país

Indonésio mata amigo que o adicionou em grupo LGBT no WhatsApp

Ao lado da sua esposa, e também mãe do rapaz, o homem negou em entrevista ao telejornal britânico This Morning, da ITV, a história contada pelo herdeiro. “Eu e minha esposa conhecemos nosso filho. Até achávamos que ele fosse bissexual, mas essa história inventada agora beira o absurdo. Ele sempre foi gay e desde novo eu já percebia isso!”

Vale lembrar que o laboratório Pfzer, responsável pela fabricação do medicamento em questão, também se manifestou informando que o medicamento não causa este tipo de efeito colateral.

Scott apontou o remédio como culpado por rejeitar a sua namorada e sentir atração por homens. Apesar da reação adversa ele chegou a alegar que não iria interromper o tratamento.

DEIXE UMA RESPOSTA