Padre Júlio Lancellotti
Padre Júlio Lancellotti (Foto: Reprodução/YouTube)

Conhecido por sua militância no que diz respeito aos direitos humanos, o padre Júlio Lancellotti, de 69 anos, surpreendeu os fiéis da igreja de São Miguel Arcanjo, na Mooca, em São Paulo, ao beijar os pés de uma mulher transexual durante a missa na véspera da Páscoa. Ele ainda pediu desculpas publicamente à ela em nome do cristianismo que sempre se mostrou intolerante com a comunidade LGBT. As imagens datadas de 2016, voltaram a viralizar nas redes sociais no último fim de semana.

O sacerdote contou em entrevista ao jornal Extra que a mulher o chamou atenção entre os presentes, enquanto fazia a tradicional Via Sacra. Ela chegou a falar sobre a sua fé para ele, que resolveu realizar o ato na frente de todos todos como exemplo de compaixão ao próximo.

Leia Mais:


Professor de Massachussets defende tese de Jesus gay e trans

Famosos contam como saíram do armário em nova série da HBO

“Sei o quão vulnerável ela é, e para muitas pessoas, censurável. Quis demonstrar a todos que Deus a ama do jeito que ela é, o que vale para todas as pessoas”, afirmou.

Apesar do ato seguir um dos maiores mandamentos ensinados por Jesus, o de amar uns aos outros como a ti mesmo, além de não julgar, o religioso conta que recebeu ameaças de morte por fiéis, inclusive pela internet, por causa do ato de amor e respeito para com a trans.

DEIXE UMA RESPOSTA