A jogadora de vôlei Tiffany Abreu
A jogadora de vôlei Tiffany Abreu (Foto: Reprodução/Instagram)

Com a carreira cada vez mais consolidada no Brasil, apesar das polêmicas envolvidas, após os protestos que vão contra a sua presença na superliga de vôlei feminino por ser uma mulher trans, a jogadora Tiffany Abreu recebeu um convite para atuar em um time internacional.

De acordo com o site Saída da Rede, um time da Coréia do Sul manifestou interesse em ter a atleta em sua equipe, porém ela teria recusado a proposta por preferir continuar no Vôlei Bauru. As negociações, inclusive já estariam avançadas. “Até pela torcida e pelo pessoal lá, que me acolheram com muito amor e carinho, não seria legal da minha parte dizer ‘não’ (à renovação), ainda mais agora que eles estarão juntos no Sesi, que é outro clube que me apoia. Pretendo sim, ficar”, afirmou.

Leia Mais:


Mãe posta depoimento emocionado para filho gay ao assistir novo clipe de Pabllo Vittar

Associação PampaCats oferece diversas modalidades no esporte em combate a LGBTfobia

Tiffany é uma das maiores marcadoras de pontos da Superliga e é uma das cotadas para integrar a Seleção Brasileira, na qual a convocação deve acontecer nos próximos dias 15 e 16. Enquanto isso, ela curte férias e fará alguns procedimentos estéticos.

“Quero curtir um pouquinho até porque tem a convocação da seleção logo. E, se eu for convocada, preciso estar livre para a seleção”, explicou. “Vou aproveitar agora que é o momento que a gente tem”, completou.