Grindr
Grindr [Foto: Divulgação]

Vários homens gays de Teresina, no Piauí, relataram ser vítimas de assaltos após marcarem encontros no Grindr. Em um golpe que está se tornando muito comum no qual criminosos se passam por supostos interessados e agem ao chegar no lugar marcado.

De acordo com a Associação de Defesa de Lésbicas, Gays, Bissexuais e Transgêneros que denunciou o fato, tudo é feito através de uma quadrilha que se aproveitam da vulnerabilidade dada pelos aplicativos para fazerem os seus alvos que levam celulares, dinheiro, joias entre outros pertences.

VEJA TAMBÉM:


Cinco acusados do assassinato da travesti Dandara são condenados em Fortaleza

Jovem agredido em Araras (SP) diz ter sido vítima de homofobia

“Estamos orientando as pessoas de que não levem pra casa desconhecidos. É preciso conhecer a pessoa antes, marcar um primeiro encontro e local público e movimentado”, afirmou André Santos da Associação LGBTe responsável por denunciar as ocorrências a Delegacia de Direitos Humanos e Repressão as Condutas Discriminatórias.

DEIXE UMA RESPOSTA