Ben McArthur matava homens gays e guardava restos mortais em vasos
Ben McArthur matava homens gays e guardava restos mortais em vasos (Foto: Reprodução)

O paisagista Bruce McArthur, de 66 anos, foi preso pela polícia de Toronto, no Canadá, acusado de assassinar vários homens homossexuais em sua casa e espalhar restos mortais por vasos da casa. O crime foi descoberto em janeiro, mas só agora os corpos das vítimas foram identificados.

À imprensa, o investigador do caso Sargento Hank Idsinga afirmou que foram encontrados na casa do suspeito cerca de restos de sete vítimas dentro de vasos na casa de MCArthur. As autoridades fizeram um chamado público para identificar um dos mortos através de uma fotografia que aparentemente foi tirada após vir a óbito.

Leia Mais:


Casal gay sofre ataque homofóbico durante saída de Parada LGBT de Miami

Servidor do IBGE posta foto de arma da série “Walking Dead” como método para “cura gay”

Mc Arthur foi detido em janeiro, após uma investigação sobre o desaparecimento, no ano passado após dois homens terem desaparecido em um bairro LGBT no centro da capital canadense, que fizeram a polícia chegar até os vasos situados em uma propriedade utilizada para guardar os corpos.

Testemunhas que preferiram não se identificar afirmaram que MC Arthur é gay, porém, nunca lidou bem com isso. As vítimas teriam sido parceiros sexuais dele que eram executadas após o ato como forma de renegar ou destruir a própria sexualidade.