O advogado ativista LGBT David Buckel
O advogado ativista LGBT e ambiental David Buckel que cometeu suicídio por protesto ao uso de combustíveis fósseis (Foto: Reprodução/YouTube)

O advogado David Buckel, de 60 anos, conhecido pelo seu ativismo nas questões que cercam os direitos LGBTs e ambientais, cometeu suicídio no sábado (14), ao atear fogo no próprio corpo em Prospect Park, no Brooklyn. As informações são da AFP.

De acordo com a polícia, ele deixou uma nota de suicídio manuscrita em um envelope deixado dentro de um saco de lixo em um carrinho de compras próximo ao local onde escolheu para realizar o ato que tirou a própria vida, na qual afirmou tomar a medida como forma de protesto pelo uso de combustíveis fósseis.

“Eu sou David Buckel e acabei de me matar ateando fogo como um suicídio de protesto. Peço desculpas a vocês pela bagunça, dizia o comunicado deixado por ele. No mesmo envelope havia uma segunda nota também digitada, porém, mais longa. “Minha morte prematura por combustíveis fósseis reflete o que estamos fazendo a nós mesmos.”


LEIA MAIS:

Após censura, rede social chinesa volta atrás e libera conteúdo LGBT

Associação Médica Americana repudia veto de trans nas Forças Armadas dos EUA: “Não existe razão”

Buckel deixou uma mensagem ressaltando o cuidado com o meio ambiente. “Uma vida inteira de serviço pode ser melhor preservada, dando uma vida…. O propósito honrado da vida convida a compra honrosa na morte”, continuou.

Buckel era conhecido por ser um dos líderes do Lambda Legal, onde este responsável pelo seu trabalho no Marriage Project, além de ser o principal advogado em uma ação envolvendo um adolescente transgênero, morto em 1993, após pedir ajuda a polícia por ter sido estuprado. O caso resultou em um julgamento no valor de 80 mil dólares a cidade que foi condenada por negligência.

DEIXE UMA RESPOSTA