A vereadora Marielle Franco
Marielle Franco (Foto: Reprodução/Instagram)

A trajetória de vida da vereadora Marielle Franco, assassinada a tiros na última quarta-feira (14), no centro do Rio de Janeiro, juntamente com o seu motorista Anderson Gomes, será representada em uma cinebiografia.

De acordo com o jornal O Globo, o longa será escrito por João Paulo Reys, sob os cuidados da produtora Paula Barreto, e já está em estágio inicial de desenvolvimento, apenas uma semana depois da fatalidade.

Leia Mais: 


Travesti é morta a tiros após briga com cliente em Luziânia

“Não consegui concretizar que ela não vai voltar”, afirma companheira de Marielle Franco

A trilha sonora original da produção ficará a cargo de Jorge Mautner. A direção geral do filme ainda não foi divulgada, assim como sua data de lançamento. Parte do elenco e também da equipe técnica deve ser formada por moradores da comunidade do complexo da Maré – uma parcela da renda arrecadada com a bilheteria deve ser revertida ao local no qual a parlamentar nasceu.

A quarta vereadora mais votada no Rio de Janeiro pelo PSOL, nas últimas eleições, Marielle Franco foi brutalmente assassinada enquanto a política saía de um evento sobre combate ao racismo, na Lapa, e no momento da ação, estava no carro junto a sua assessora e o motorista Anderson Pedro Gomes, que também foi atingido pelos disparos e não resistiu.  A polícia trabalha com a hipótese de execução como principal motivação para o crime. Mulher, lésbica e negra, ela ficou conhecida pelas suas pautas a respeito dos Direitos Humanos.

DEIXE UMA RESPOSTA