Transgêneros protestam contra a falta de medicamentos
Transgêneros protestam contra a falta de medicamentos (Foto: Reprodução/TV Globo)

Um grupo em torno de 30 pessoas se formou para a realização de um apitaço em frente à Secretaria de São José do Rio Preto, interior de São Paulo, na terça-feira (20), em protesto contra a falta de medicamentos para o tratamento hormonal das pessoas transgêneros.

Munidos de máscaras e cartazes, os manifestantes reivindicaram a disponibilidade de três tipos diferentes de remédios, sendo dois deles fornecidos gratuitamente pelo Sistema Único de Saúde (SUS), entretanto, um terceiro ainda está em falta no ambulatório municipal há mais de seis meses.

Leia Mais: 


39% dos russos acreditam que LGBTs estrangeiros podem ser atacados durante a Copa do Mundo

Tarso Brant mostra nova carteira de identidade com nome retificado

A Secretaria de Saúde explicou, em nota, que um dos medicamentos foi solicitado há um ano, e está em fase de credenciamento. Para isso, uma reunião foi convocada e ficou acordado que um membro do grupo de protestantes, junto a um representante do governo do município irão acompanhar juntos a realização da solicitação dos remédios. Tal qual o estudo financeiro e de legalidade para o fornecimento de testosterona até que possam estar novamente disponíveis.