Gloria Groove e Raul Gil
Gloria Groove e Raul Gil (Foto: Divulgação/SBT)

Dona do hit “Bumbum de Ouro”, a drag queen Gloria Groove falou em entrevista ao site Notícias da TV sobre a sua relação no palco e da forma a qual gostaria de ser tratado enquanto artista.

“Ninguém chama a Anitta de Larissa quando ela está sem cílios, então quero que me chame de Gloria. Daniel é o meu nome, mas muita gente me conhece como Gloria. Eu sou o Daniel, e a minha relação com a Gloria não tem a ver com a minha identidade de gênero. Gloria é a minha persona artística”, explicou.

Alçado como garoto prodígio, membro da nova versão do grupo Balão Mágico no início dos anos 2000 e também como calouro do Raul Gil. Daniel também atuou em novelas da Record. Apesar dos rumos contrários da carreira, ele não descarta um retorno à teledramaturgia. “Aceitaria voltar a atuar como Daniel. A verdade é que eu acredito que a Gloria seja a estampa e a marca do meu alter ego musical”, disse.


Leia Mais:

Pabllo Vittar retira curativos e mostra resultado de cirurgias no nariz: “Ficou bafo!”

Aretuza Lovi anuncia próximo single em parceria com Solange Almeida

“Mas o Daniel Garcia como ator, dublador e intérprete sempre vai existir paralelamente. Não nego que tenho vontade de voltar a atuar. E atuaria tanto como menino quanto como menina, pois quero explorar todas as minhas vertentes artísticas”, completou.

Cantor gospel por muito tempo antes de engatar na carreira drag, Gloria garante que hoje é muito mais respeitada no meio evangélico. Sobre o reencontro com o apresentador Raul Gil, ela afirmou que o veterano o tratou como um anjo. “O Raul pontuou uma coisa muito legal, dizendo que se tratava de um menino gay vestido de mulher. As pessoas normalmente têm uma visão de que se montar [vestir-se de mulher] é algo degradante. Raul é um homem de outro tempo e eu sabia que ele pisaria em ovos para falar sobre mim”, finalizou.

DEIXE UMA RESPOSTA