Samuel e Renato em O Outro Lado do Paraíso
Samuel (Eriberto Leão) e Renato (Rafael Cardoso) em O Outro Lado do Paraíso

Não só Clara (Bianca Bin) será alvo das armações de Renato (Rafael Cardoso) em O Outro Lado do Paraíso, o médico irá tentar acusar o diretor do hospital, Samuel (Eriberto Leão) de assédio após ele comunicá-lo sobre sua demissão. As informações são do jornal Extra.

Nos próximos capítulos, o psiquiatra decidirá desligar Renato, depois que ele antecipa a alta de Elizabeth (Gloria Pires) de um internamento, o que será julgado como uma medida irresponsável. Para evitar o afastamento o ex-noivo de Clara irá acusá-lo de assédio.

Leia Mais:


Versão de Me Chame Pelo seu Nome com cenas de sexo sem cortes é lançada na internet

Thammy Miranda se declara para esposa após casamento: “Nunca amei ninguém assim”

“Tá me demitindo porque é gay. Eu sei que sou gostoso. E não cedi às tuas cantadas”, dirá Renato. Samuel ficará chocado, mas se defende:“Eu nunca cantaria um verme como você. Está se aproveitando do fato de eu ser gay para me acusar. É o que homens do seu tipo fazem, quando acuados. Em vez de enfrentar a situação, em vez de aceitarem o erro, inventam uma história que nunca existiu”, rebaterá.

A ameaça de Renato só não irá para frente porque um outro médico estará presente e vai presenciar toda a situação. “O doutor Aguiar aqui presente é testemunha de que sua demissão não é fruto de uma cantada mal dada”, completará ele, que em breve reatará com Cido (Rafael Zulu).

DEIXE UMA RESPOSTA