Isac da Silva Conceição é suspeito de atacar travestis em Salvador
Isac da Silva Conceição é suspeito de atacar travestis em Salvador (Foto: Divulgação)

A Polícia Militar de Salvador, através do 16º Distrito Territorial (DT), prendeu o suspeito de atacar com uma faca travestis que fazem ponto de prostituição no bairro da Pituba, nesta quarta-feira (14). Isac Silva da Conceição, de 26 anos, foi abordado por agentes da 13ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM), em frente do Edifício Granada, onde reside, localizado na mesma região onde ocorreram as agressões.

De acordo com a delegada titular Maria Selma, a motivação para o crime seria a mágoa que o acusado tem do pai, que se separou da sua mãe para viver com uma travesti. “Ele ficou com ódio porque o pai largou a mãe para ficar com a travesti. Ele contou essa história dentro da igreja. Todo mundo que o conhece sabe disso”, informou a policial ao jornal A Tarde.

O Major Elbert Vinhático, comandante da 13ª CIPM, contou que as autoridades chegaram no suspeito após uma denúncia anônima. Recebemos uma denúncia anônima de que ele residia naquele local e, quando chegamos lá, ele havia acabado de descer do prédio e se preparava para sair em uma motoclicleta. O veículo foi o mesmo utilizado por ele para fugir após  agredir as travestis”, afirmou.


Leia Mais: Mensagens homofóbicas em banheiros da Uerj assustam estudantes

Vinhático ainda disse que Isaac não resistiu à prisão, mas negou ter agredido as travestis. Os ataques ocorreram durante o mês de fevereiro e início de março. De acordo com a PM, ele escolhia as suas vítimas através da janela do seu carro. “Suspeitamos que as agressões foram cometidas com um chuncho [faca artesanal]. Todas as vítimas tiveram ferimentos no rosto”, apontou a delegada.

Em seu depoimento, Isaac continuou negando ser o autor dos crimes, mas confessou ficar observando o movimento das meninas do seu carro. Ele afirmou ainda ficar indignado ao vê-las roubarem e agredirem os clientes.