bandeira lgbt
Bandeira LGBT (FOTO: Reprodução/Internet)

Na contramão do Brasil, o estado de Maryland, nos Estados Unidos, aprovou a lei que proíbe a prática de terapias de reversão sexual, as chamadas cura gay, em menores de idade, através de votação realizada, nesta quarta-feira (28).

A proposta foi aprovada por 34 contra 12 votos desfavoráveis. Agora, o resultado será encaminhado para a Câmara que passará por um novo pleito. A medida prevê uma pena para aqueles profissionais que a desobedecerem, passíveis de sofrer um processo no conselho de classe. As informações são do site Delmarva Now.

Leia Mais:


Instagram causa revolta após censurar foto de beijo gay

TV Paquistanesa contrata primeira jornalista trans para apresentar telejornal

O projeto argumenta que o método utilizado para fazer uma pessoa ter uma orientação sexual diferente da qual se identifica é amplamente contestado por diversas associações médicas no mundo.

Opositores a decisão alegam que a mesma é superficial e restringe as opções de tratamento aos que se encontram com alguma perturbação a respeito da sexualidade com a qual não se sentem satisfeitos por algum motivo. Já que estes jovens poderiam ter um aconselhamento profissional. Maryland se junta a outros nove estados, junto a capital Washington DC nesta prática.