As noivas Roberta Gradel e Priscila Raab foram as primeiras lésbicas a celebrarem o casamento no Copacabana Palace Hotel
As noivas Roberta Gradel e Priscila Raab foram as primeiras lésbicas a celebrarem o casamento no Copacabana Palace Hotel (Foto: Reprodução/Instagram)

O Copacabana Palace, um dos hotéis mais conhecidos do Brasil, celebrou pela primeira vez em 95 anos de sua existência um casamento homoafetivo, no sábado (10). A farmacêutica Roberta Gradel e a economista Priscila Raab subiram ao altar em um tradicional matrimônio judaico para a troca de alianças diante de 200 convidados presentes.

Com uma decoração assinada por Leonardo Araújo, a festa ganhou tons de rosa em todo o décor. Depois de firmar a união, o casal seguiu para o Golden Room, onde encenou como de costume, a dança da cadeira, e a música Hava Naguila, um dos hinos da cultura judaica, executada pela DJ Scarlet.

Leia Mais: “Cresci achando que tinha nascido no sexo errado”, revela Thayla Ayala em post


Os vestidos das noivas feitos pelas mãos da estilista Marie Lafayette esbanjaram beleza e requinte em renda branca. No momento de jogar o buquê, as esposas surpreenderam a todos ao lançá-los do alto de um balanço florido, pendurado no teto e ainda não fizeram feio ao mostrar a dança, ensaiada com o coreógrafo Irídio Mendes.

Para os presentes foi servido champanhe da marca Perrier Jouet e bufê com preço calculado por R$ 400 por pessoa. Os convidados levaram ainda velas perfumadas como lembrancinha. A celebração ficou por conta de David Alhadeff em conjunto com o cerimonialista Ricardo Stambowsky. As informações são do jornal O Globo e Diário do Centro do Mundo.

O casamento de Roberta Gradel e Priscila Raab foi o primeiro homoafetivo celebrado no Copacabana Palace (Foto: Reprodução/Instagram)

DEIXE UMA RESPOSTA