Trecho do vídeo que retrata pesadelo gay caso Putín não seja eleito
Trecho do vídeo que retrata "pesadelo gay" caso Putín não seja eleito (Foto: Reprodução)

Um vídeo com o intuito de afastar dos eleitores russos, ideias progressistas à favor da comunidade LGBTQ começou a circular nas redes e se tornou viral. As imagens recorrem ao exagero e trazem uma mensagem clara às eleições presidenciais, que ocorrem no dia 18 de março. As informações são do The Guardian.

Apesar de não assumir a autoria, jornalistas locais acreditam que o material faz parte da campanha de Vladmir Putín ou uma resposta do comitê eleitoral do país aos candidatos que se mostraram abertos ao estudo dos direitos a algumas comunidades minoritárias.

Para Ksenia Sobchak, candidata à presidência e defensora dos direitos LGBTQ, o vídeo incita o ódio e a violência. “Na minha opinião, podemos rir de toda a gente. Do Hitler ou de gays. Mas expor pessoas LGBTQ a ameaças num país homofóbico não é nenhuma piada”, ressaltou.


Leia Mais: Ex-funcionária da realeza britânica assume ser lésbica aos 91 anos

Com três minutos de duração, o vídeo conta a história de um homem na perspectiva de um sonho que acontece no dia das eleições, sendo obrigado a, por exemplo, ingressar no serviço militar, mesmo no alto dos seus 50 anos. Ainda no sonho, que está mais para pesadelo, ele encontra com um homossexual em sua casa.

Ao questionar à uma mulher o que está acontecendo descobre que tudo faz parte de uma nova lei a “adotarem” um homossexual que tenha sido abandonado pela família. Em seguida ele acorda ao lado de um homem gay, e desperta do sonho assustado. Ao se levantar da cama, ele avisa a sua esposa que irá votar, “antes que seja tarde demais.”

DEIXE UMA RESPOSTA