Ator João Pedro Medeiros afirma sofrer agressão homofóbica
Ator João Pedro Medeiros afirma sofrer agressão homofóbica (Foto: Reprodução/Facebook)

A Polícia de Guarulhos, na região Metropolitana de São Paulo, identificou o suspeito de agredir o ator João Pedro Medeiros, de 23 anos, com coronhadas na cabeça, dentro de um banheiro de um Shopping, na segunda-feira (14), trata-se de um Guarda Civil Municipal (GCM).

As autoridades chegaram até o agente após localizarem o número da placa do carro através das imagens das câmeras de segurança do centro de lojas, que prestou um depoimento diferente do que contado pela vítima, no qual apontou homofobia como o motivo para a agressão, porém, ele afirma que apenas se defendeu do ataque do jovem.

A arma utilizada durante o crime foi apreendida e vai passar por perícia. O acusado foi indiciado, nesta sexta-feira (16) e ainda vai responder um processo por homofobia e lesão corporal.


Leia Mais: Amazon oficializa demissão de Jeffrey Tambor de Transparent, após acusações de assédio

João alegou que o homem fez vários insultos a ele de forma gratuita antes da agressão. Após os golpes, ele seguiu desesperado para a área de estacionamento, quando encontrou uma médica que o acalmou e encaminhou para o ambulatório do centro de lojas, sendo encaminhado para o hospital, em seguida, onde recebeu oito pontos na cabeça.

Em nota, o Shopping Pátio Higienópolis informou que irá colaborar com o que for preciso para solucionar o caso, ressaltando que a vítima foi “imediatamente atendida pela equipe de primeiros socorros e levada para o hospital”, além de afirmar que “não não compactua com qualquer tipo de violência“, ressalta o comunicado.