Bandeira trans
Bandeira trans (Foto: Reprodução)

Um ambulatório de saúde integral para a população transexual está nos planos da emenda parlamentar de R$ 1,8 milhão, que faz parte do orçamento federal para o Rio de Janeiro, neste ano de 2018. O projeto é de autoria do deputado federal Wadih Damous, como forma de atender uma antiga reivindicação do movimento LGBT de Niterói.

A ideia é que a população trans tenha mais uma opção de atendimento, que atualmente  se concentra apenas no Hospital Universitário Pedro Herneste (Hupe), da Universidade Estadual do Rio de Janeiro (Uerj). A proposta é que sejam oferecidos os serviços também na Policlínica de Especialidades Sylvio Picanço.

“Há uma carência de atenção básica a essas pessoas, que evitam recorrer à rede regular devido à falta de preparo dos atendentes. Elas têm medo de serem discriminadas e de não terem seus direitos assegurados. Vamos equipar o espaço para atender a toda uma demanda reprimida que existe pelos serviços há anos na região”, afirmou Damous.


Leia Mais:

Trans organizam caravana em apoio a Tiffany Abreu durante partida em Osasco

Governo do Rio lança campanha de combate a LGBTfobia no carnaval

Com os recursos para a emenda já empenhados, o parlamentar ainda completa que a medida deve trazer benefícios para usuários regulares da policlínica, que não deixará de oferecer os seus serviços usuais.

“Será reformado e reequipado um equipamento público importante, melhorando as instalações e os serviços para todos, e não só para aqueles que utilizarão o ambulatório voltado para a população transexual. Parte dos recursos será utilizada em treinamento da equipe”, completou ele.