Carnaval LGBT
Carnaval LGBT (Foto: Reprodução/Internet)

Uma campanha realizada pela Secretaria de Direitos Humanos e Políticas para Mulheres e Idosos, visa conscientizar e combater temas como o racismo, LGBTfobia, abuso contra mulher e cuidados com crianças, a partir de debates nas redes sociais e também através de vídeos exibidos nas TVs do metrô do Rio de Janeiro.

A ação faz parte de uma parceria da SEDHMI com outras instituições estaduais do Rio, que promoverão as hashtags #CarnavalSeguro e #FoliãoConsciente, que espera impactar cerca de 880 mil passageiros por dia, através dos 48 monitores espalhados pelas estações da Central do Brasil e Deodoro.

Leia Mais:


Manda nudes? Conheça a rede social que paga pelas fotos íntimas dos usuários

Império de Casa Verde lança ala LGBT e adere à campanha contra o preconceito no carnaval

“Além de respeitar, é fundamental que as pessoas não ignorem nenhum tipo de assédio sexual que presenciarem. Colocar-se ao lado da vítima é fundamental não apenas para dar suporte naquele momento, mas também para inibir o abusador”, afirmou o secretário da SEDHMI Átila Alexandre ao jornal O Globo.

Vale lembrar que os foliões também poderão fazer denúncias de casos de LGBTfobia através do canal Disque Cidadania LGBT, além de solicitar assistências psicológicas, jurídicas e sociais através do telefone: 0800 0234 567 que vai operar desde a sexta-feira (09) até a terça-feira de carnaval (13).