O ator Scott Baio
O ator Scott Baio (Foto: Divulgação)

O ator Scott Baio, astro da sitcom Charles in Charge (1984-1990) foi alvo de novas acusações de assédio sexual, pedofilia e homofobia por dois atores que integraram o elenco do programa.

A atriz Nicole Eggert contou que sofreu constantes assédios de Baio desde que ela passou a fazer parte da equipe em 1987, na época com apenas 14 anos enquanto ele tinha 26. “Antes que eu fizesse 15, ele tinha me levado para sua casa, para o seu carro, para a sua garagem, onde ele me penetrava com seus dedos”, descreveu.

“Isso continuou de forma semanal por anos a fio. O abuso foi progredindo, mas eu me mantive tecnicamente virgem até os 17 anos”, completou ao The View.


Alexander Polinsky que esteve na série entre os anos 1987 e 1990 confirmou as denúncias e trouxe outras à tona. “Trabalhar com Scott Baio era um inferno semanal. Eu pessoalmente vi ele apalpando Nicole nos fundos do set e ele ficou furioso quando eu os ‘interrompi’, gritando insultos homofóbicos para mim”, lembrou.

Leia Mais:

Leonardo Di Caprio irá interpretar gênio gay, DaVinci, nos cinemas

Spice Girls devem retornar para uma nova turnê, afirma site

Polinsky continuou o desabafo “Ele abusou psicológica e fisicamente de mim, embora não sexualmente. Não há nenhuma desculpa para esse comportamento, é nojento”, concluiu

Em sua defesa, Baio negou as declarações em entrevista ao programa The Good Morning America. “Isso [as acusações] não me preocupa, porque eu não fiz nada do que eles estão falando. Se eles estão determinados a dizer que fiz, que criem um processo legal contra mim”, rebateu.