Carnaval LGBT
Carnaval LGBT (Foto: Reprodução/Internet)

As campanhas de combate a LGBTfobia durante o carnaval do Rio de Janeiro surtiram efeito e apresentaram resultados além do que os esperados. De acordo com o coordenador da Coordenadoria Especial para Diversidade Sexual (Ceds), Nélio Georgini, não houve registro de nenhum caso discriminatório durante os quatro dias de folia.

“Até agora não registramos nenhum tipo de agressão. No mesmo período do ano passado, a nossa pasta já havia registrado vários casos”, comparou Georgini ao jornal O Dia.

Leia Mais: Mr. Gay Bélgica Jamie Dublieck é hospitalizado após sofrer ataque homofóbico


Ainda de acordo com a Ceds, 58 episódios homofóbicos foram registrados na cidade em 2017. Segundo a pasta, a homofobia começa dentro das próprias casas dos membros LGBTs. “Infelizmente, a discriminação acontece dentro da própria casa. No entanto, não é regra. Temos casos de discriminação no trabalho, na rua, etc”, ressaltou.