Casamento Gay
Casamento Gay (Foto: Ilustrativa)

Após permitir o casamento homoafetivo em novembro, as ilhas Bermudas voltaram atrás na decisão e revogaram a autorização, na quarta-feira (07). Esta é a primeira vez que um retrocesso como este acontece dentro de um território.

A união civil gay se tornou legal em maio de 2017, quando a Corte Suprema determinou que pessoas do mesmo sexo poderiam contrair matrimônio a partir daquela data. A medida dividiu opniões. Enquanto a comunidade LGBT considerou o feito uma conquista, os mais conservadores foram contra.

Leia Mais:


Jovem espancado e largado em matagal, no MS, afirma ter sido vítima de homofobia

Canal esportivo publica meme homofóbico para divulgar jogo do SP e desperta ira dos torcedores

A nova diretriz recebeu apoio da maioria no Senado e partiu do governador das Bermudas, John Rankin. Os ativistas afirmam que a revogação da lei demonstra uma violação dos seus direitos.

No entanto, mesmo com a nova norma, os casais que se casaram enquanto a lei estava em vigor não terão os seus casamentos anulados. Apesar de ter entrado em pauta em maio, o casamento só passou a valer em novembro, ficando vigente por apenas três meses.