Tatuagem
Tatuagem [Foto: Reprodução/IFacebook}

A tatuadora Karla Montenegro iniciou um trabalho de cunho filantrópico a fim de amenizar um pouco as marcas deixadas por ataques motivados por homofobia ou crimes  passionais. Ela cobre com tatuagens as cicatrizes deixadas pelas agressões.

O projeto social é inteiramente gratuito, a única exigência seria a apresentação de um Boletim de Ocorrência (B.O.) para que os agressores sejam punidos e crimes como este passem a ocorrer com menor frequência.

Leia Mais:


Tatá Werneck e Paolla Oliveira se beijam durante gravação do Caldeirão do Huck

Biografia de boxeador bissexual que matou adversário homofóbico em luta pode virar filme

No grupo Portal Tatuadores e tatuados, do Facebook, Montenegro anunciou o trabalho e pediu ajuda para angariar mais pessoas ajudadas. “Não tenho patrocínio, faço de coração mesmo porém sozinha é difícil fazer que essa informação chegue a quem precisa, gostaria de pedir a vocês que conhecem essas pessoas que precisam e querem cobrir uma cicatriz pra recomeçar que me procurem. O número de manas e gays atendidos pelo projeto ainda é pouco, quero poder ajudar mais.”, escreveu.