PrEP
PrEP (Foto: Reprodução/Internet)

A partir de agora a Profilaxia Pre-Exposição (PrEP) ao vírus de imunodeficiência humana, o HIV passa a ser oferecido gratuitamente na cidade de São Paulo em quatro unidades do Sistema Único de Saúde (SUS) da capital.

Depois, em fevereiro, a medida se expande e os medicamentos estarão disponíveis em dez locais da cidade paulista. O tratamento consiste no uso diário de antirretrovirais (ARVs) para pessoas soronegativas antes da exposição ao vírus.

Nesta primeira etapa, a profilaxia será distribuída nos seguintes locais: CTA de Santo Amaro, na zona Sul; Serviços de Assistência Especializada (SAEs) Butantã, na zona Oeste; Fidélis Ribeiro, na zona Leste; Ceci, na zona Sul.


Leia Mais:

Homicídios de LGBTs crescem 30% em 2017, aponta levantamento

24% dos jovens gays não conhecem método para prevenir o HIV, revela pesquisa

Já no próximo mês, serão adicionadas os seguintes postos CTA Pirituba, na região Norte; Serviço de Extensão ao Atendimento de Pacientes HIV/AIDS (SEAP); Casa da AIDS – Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP); Ambulatório de HIV/AIDS da Escola Paulista de Medicina (EPM); Universidade Federal de São Paulo (Unifesp); Centro de Referência e Treinamento (CRT) em DST/AIDS.

A Secretaria de Saúde informa que a PrEP está disponível em caráter prioritário para profissionais do sexo, homens e mulheres transexuais, casais sorodiscordantes (quando apenas alguma das partes tem o vírus no sangue) e homens que se declarem gays.

Os medicamentos são contraindicados para portadores de função renal comprometida, ou ainda pessoas que tiveram fratura óssea patológica.