bandeira lgbt
Bandeira LGBT (FOTO: Reprodução/Internet)

O aplicativo gay Hornet lançou uma pesquisa para entender o impacto que a propaganda LGBT causa nas pessoas. Em parceria com a Nielsen, a ferramenta entrevistou 800 pessoas para entender como o consumidor final recebe esta nova cara da publicidade, que apesar de tão pouco explorada se mostra de forma significativa.

O resultado foi divulgado a partir de um infográfico, no qual mostrou que 62% dos participantes do estudo entendem a mensagem que o comercial com temática LGBT quis passar. Três de quatro anúncios LGBTQs em média, superaram os comerciais genéricos na recuperação das marcas.

Países onde a homossexualidade é crime são campeões em acesso à pornografia gay, diz estudo
66% dos entrevistados perceberam as marcas LGBTs como progressivas contra 56% dos anúncios genéricos. Quando o assunto é inclusão, as LGBTQs somam 65%, enquanto as genéricas 55%.

“Com essa iniciativa, esperamos ajudar as marcas a melhorar sua comercialização e a propaganda no que se refere à comunidade LGBTQ, um público altamente desejável para as empresas”, declarou o presidente e co-fundador da Honet, Sean Howell.

Infográfico impacto publicidade
Infográfico impacto publicidade (Foto: Divulgação/Hornet/Adweek)