Pabllo Vittar no Caldeirão do Huck
Pabllo Vittar (Foto: Divulgação/TV Globo)

Última escola de samba a desfilar na segunda-feira de Carnaval (12/02), a Beija-Flor de Nilópolis entrará na avenida para fazer uma crítica aos modelos social, político e religioso no Brasil. O terceiro carro a desfilar contará com a presença da drag queen Pabllo Vittar que fará um protesto contra a homofobia no futebol.

De acordo com o jornal Extra, a cantora faz parte da terceira alegoria da agremiação a surgir na Marquês de Sapucaí, no Rio de Janeiro, que irá retratar uma briga entre torcidas para exemplificar a discriminação por conta de orientação sexual.

Leia Mais:


Ed Motta elogia voz de Pabllo Vittar: “Chorei de verdade, timbre lindo”

Susposto nude do saltador Tom Daley vaza e agita redes sociais

O convite para Pabllo fazer parte do desfile, veio de Gabriel David, filho do presidente da escola, Anísio Abrahão David e prontamente aceito por ela, considerada um dos maiores nomes da cena LGBT no Brasil, atualmente.

Com o enredo “Monstro é aquele que não sabe amar – os filhos abandonados da pátria que os pariu”, a Beija-Flor fará uma comparação do romance “Frankenstein”, que completa 200 anos neste ano, com a realidade brasileira, questionando quem é o verdadeiro monstro, a criatura ou quem a criou.