Eriberto Leão, Ana Lúcia Torre e Rafael Zulu em O Outro Lado do Paraíso
Eriberto Leão, Ana Lúcia Torre e Rafael Zulu em O Outro Lado do Paraíso (Foto: Divulgação/TV Globo)

A reorientação sexual, a chamada cura gay, tema que virou notícia alvo de muita discussão no Brasil e até em âmbito internacional no ano passado, irá voltar pautar os próximos capítulos da novela O Outro Lado do Paraíso.

De acordo com o Notícias da TV, as ex-companheiras de Cido (Rafael Zulu) e Samuel (Eriberto Leão), que assumiram recentemente o seu relacionamento, irão colocar em prática um plano para ter seus parceiros de volta. Para isso contarão com a ajuda da mãe do psiquiatra Adnéia (Ana Lúcia Torre).

Tudo começará quando Suzy (Ellen Roche) revelará para Irene (Luciana Fernandes) sobre o caso do ex-motorista de Sophia (Marieta Severo). Empregada na casa de Clara (Bianca Bin) irá pedir demissão do emprego para se vingar do ex-noivo. Ao saber da intenções da moça, Adnéia oferecerá dinheiro para que ela consiga tirar Cido da vida do filho, proposta recusada, mas não será motivo para acabar com o seu plano de vingança.


Leia Mais:

Gay em novela, Eriberto Leão revela: “Sou masculino e feminino”

Católicos são mais favoráveis ao casamento gay do que evangélicos, compara pesquisa

A enfermeira Suzy também entrará no páreo para trazer o seu ex-marido de volta para o armário, através de situações manipuladas pela personagem de Ana Lúcia Torre. “Sogrinha, voccê é uma gênia”, dirá a profissional de saúde.

“Agora, se você está disposta a perdoar o Samuel… Sei que ele exagerou um pouco, e continua exagerando, mas muito homem passa por essa fase, depois vira um bom pai de família”, afirmará a mãe do médico. “Que sonho, meu filho virar hétero! Eu acredito que existe a cura gay”, completará Adnéia.