Loja no Paraguai causa polêmica por vender supostamente
Loja no Paraguai causa polêmica por vender supostamente "bonecas trans" (Foto Antônio Del Puerto/AFP)

Uma loja no Paraguai foi fechada por tempo indeterminado após acusações que estaria vendendo bonecas supostamente transgêneros. O fato causou polêmica nas redes sociais após consumidores apontarem que o brinquedo utilizava roupas cor-de-rosa, mas ao tirá-lás revela-se o que parece ser uma genitália masculina.

O produto foi considerado uma afronta aos valores adotados pela cidade Ciudad del Este, onde está localizada o estabelecimento, de acordo com a prefeita Sandra McLeod. A gerente da loja, Esther Bazan, afirmou que as bonecas foram fabricadas na China.

Leia Mais:


Designer cria versão drag queen do boneco Ken inspirado em Pabllo Vittar

Vídeo de jovem anunciando transição de gênero para família viraliza nas redes sociais

“Nós compramos as bonecas da China. Elas têm características e roupas femininas, mas possuem um apêndice no púbis que se parece com um órgão sexual masculino”, afirmou Esther, que contou ainda, que os clientes são avisados sobre as características da boneca.

Apesar da fala da maior autoridade municipal, um advogado da prefeitura afirmou que a loja foi fechada, na verdade, por comercializar brinquedos sem permissão. Apesar disso, o Ministro da Infância e da Adolescência, Ricardo González, alegou que no Paraguai não há uma “não existe uma regulação sobre a venda de brinquedos, como as bonecas, nem mesmo de brinquedos bélicos.”