Alex Sanre da Silva morreu na porta de casa, após ser atingido por cinco tiros
Alex Sanre da Silva morreu na porta de casa, após ser atingido por cinco tiros (Foto: Reprodução/Facebook)

Um jovem de 24 anos morreu após ser atingido por cinco tiros na manhã do sábado (13), na rua Ferdinando Paer, na região de Pedreira, zona sul de São Paulo, local onde a vítima morava. As informações são do portal R7.

Gay assumido, Alex Sanre da Silva estava na noite anterior, com mais cinco amigos também homossexuais, em uma festa que acontecia dentro de um bar, nas proximidades de onde ocorreu o crime.

O rapaz teria se envolvido em uma discussão com outro frequentador do estabelecimento, descrito como um homem de cabelos grisalhos, muito conhecido dentre os moradores do bairro, que começou a xingar Silva e ameaçou expulsá-lo do local, mostrando uma arma na cintura.


O homem deixou o local logo em seguida, o jovem e os seus amigos permaneceram no bar, e decidiram ir embora horas depois do fato. Quando estavam chegando próximo de suas casas, os rapazes teriam avistado o acusado, nas redondezas.

Leia Mais:

Jovem agredido no DF acredita ser vítima de homofobia: “Diziam que eu era ‘viadinho'”

Com facadas, homem mata outro após discussão sobre beijo em travesti

O suspeito seguiu a vítima até a rua onde fica localizada a sua casa e disparou cinco tiros contra ele, tendo um dos disparos atingido a cabeça de Alex que morreu em frente a sua residência.

O caso foi registrado na 1ª Delegacia de Polícia de Diadema (DP). A família acredita que o jovem foi vítima de homofobia. Agentes estiveram na casa do acusado, mas não o localizaram, segundo familiares da vítima. Alex Sanre da Silva foi enterrado no domingo (14) no cemitério Jardim Vale da Paz.