João da Lágrima matou jovem que ameaçou revelar relação secreta
João da Lágrima matou jovem que ameaçou revelar relação secreta [Foto: Divulgação/Polícia Civil]

A Polícia Civil de Ibirité, região metropolitana de Belo Horizonte, prendeu um jovem de 18 anos, conhecido como João da Lágrima – por tatuar duas lágrimas abaixo do olho direito – nesta quinta-feira (18), suspeito de matar um rapaz, de 24 anos, que estaria o  chantageando.

De acordo com a delegada Alice Botelho, a vítima, que era homossexual, costumava levar outros homens até sua casa para fazer programas sexuais, ao qual pagava o valor de R$ 40. Em julho de 2017, no entanto, ele ameaçou o acusado de contar a outras pessoas sobre a relação dos dois, caso o parceiro não quisesse continuar com os encontros.

Leia Mais:


Trans que destruiu carro de comerciante em Santos diz ter sido vítima de homofobia

Jovem agredido no DF acredita ser vítima de homofobia: “Diziam que eu era ‘viadinho'”

Com receio do caso se tornar público, João decidiu matar o jovem, com ajuda de um adolescente de 16 anos ainda não identificado. “Eles foram para uma construção abandonada, onde a vítima costumava manter as relações sexuais. Durante o ato com o João, o investigado cortou o pescoço da vítima. O rapaz tentou fugir, mas foi esfaqueado outras vezes pelo maior e pelo adolescente”, explicou Botelho.

À Policia, João da Lágrima negou fazer sexo com à vítima e também ter sido alvo de uma chantagem. Em depoimento, ele afirmou que conhecia a vítima desde criança e que costumavam usar drogas juntos. E, que o roubo de uma corrente teria sido o real motivo para que cometesse o crime. João vai responder por homicídio qualificado, por motivo fútil, meio que impossibilitou a defesa da vítima, dissimulação e corrupção de menores.