O jogador Carlos Tévez
O jogador Carlos Tévez (Foto: Divulgação)

O jogador do Boca Juniors Carlos Tévez deu uma declaração polêmica e de alto teor homofóbico, durante a participação em um programa do canal “TyC Sports”. Durante um bate-papo, o atleta afirmou levar o seu filho para o bairro onde cresceu para jogar bola e apanhar a fim de evitar que o menino “desmunheque”.

Convidado do “TyC Sports Verano”, o atacante falava sobre a importância dos filhos conhecerem sobre as origens dos pais. Questionado se a criança, de 3 anos, frequentava o bairro de Fuerte Apache, considerado um dos locais mais pobres e violentos de Buenos Aires, Tévez surpreendeu na resposta.

Leia Mais:


Jovem agredido no DF acredita ser vítima de homofobia: “Diziam que eu era ‘viadinho'”

Vaza nude do “sugar daddy” italiano dotado Gianluca Vacchi

“Levo o Lito ao bairro comigo. Ele é criança ainda, mas imagine… A mãe, as avós, o único homem. Se eu não o levo ao bairro para que lhe deem uns tabefes (em tradução livre), ele pode desmunhecar”, afirmou.

Surpresos com a fala inesperada, os apresentadores se sentiram desconfortáveis com a situação. Um deles chegou a dar risada, enquanto o outro tentou amenizar falando: “”Claro, (para não ser) frágil diante das adversidades”, disse um dos âncoras, mudando de assunto logo em seguida.

DEIXE UMA RESPOSTA