Funcionária trans Carrefour
Funcionária trans Carrefour (Foto: Divulgação)

Ao contrário da “cartilha da família” distribuída pela rede de supermercados Hirota, no qual condena o casamento homoafetivo, o Carrefour entregou aos seus funcionários uma nova peça, na qual afirma que a diversidade deve ser respeitada.

O novo material aborda de maneira esclarecedora assuntos como uso de banheiros públicos, carícias em público, empregabilidade de travestis e transexuais, além de frisar que a empresa é altamente contra qualquer tipo de preconceito pontuando ainda que a homofobia pode ser punida a partir de muitas leis em vigor.

Leia Mais:


Pabllo Vittar revela truque para esconder a ‘neca’ em figurino do clipe com Lucas Lucco

Ex-padre, de 79 anos, é expulso de casa própria por marido, de 24

“A discriminação e posturas intolerantes por parte de qualquer pessoa, seja colaborador, cliente ou qualquer público, não estão em sintonia com os valores da empresa”, diz o texto da publicação.