O ator Kevin Spacey
O ator Kevin Spacey [Foto: Divulgação/Netflix]

Após ser alvo de acusações de assédio sexual contra vários homens, entre atores e funcionários de produções das quais participou, novas denúncias caem contra Kevin Spacey desta vez, sobre casos de racismo.

Profissionais que fizeram parte da equipe da série House Of Cards, da qual foi demitido depois dos relatos de acusados de abuso, afirmaram ao Daily Mail que o astro teria utilizado a palavra “preto” para se referir a colaboradores negros.

Ainda de acordo com o depoimento, Spacey teria proibido estas pessoas de assistirem ao trailer da atração da Netflix. Um gerente de uma empresa de segurança, identificado por Earl Blue, contou que chegou a levar a reclamação à produção, que não fez nada contra o ator, alegando ser “assim mesmo que acontece”.


Leia Mais:

Paulo Gustavo e Thales Bretas sofrem golpe ao contratar barriga de aluguel, afirma jornalista

Império de Casa Verde lança ala LGBT e adere a campanha contra o preconceito no carnaval

O suposto racismo de Spacey teria ainda atrapalhado os negócios da VIP Protective Services, companhia de segurança em questão, pois o contrato de 1,1 milhão de dólares não foi renovado, mesmo após produtores da série insistirem para que a parceria continuasse.

Funcionário de Blue, Eric Layels, também lembrou de um outro episódio racista de Kevin Spacey, que se recusou a cumprimentar com apertos de mão todos os funcionários negros da segurança do set de House Of Cards.