LGBTfobia
LGBTfobia (Foto: Reprodução)

Ano de Copa do Mundo e é comum aumentar a demanda de turismo para a Rússia, sede do mundial em 2018. Porém, se você está entre os interessados a fazer esta viagem, deve pensar duas vezes, pois o país está longe de ser o melhor lugar para conviver como gay no planeta.

De acordo com uma pesquisa realizada pelo instituto Levada Center, 83% da população russa – residentes tanto em áreas rurais quanto urbanas – considera a prática homossexual, como sempre ou quase “reprovável”.

Leia Mais:


Onze transformistas disputam o título de Miss Amapá Gay Universo 2018

Vacina que diminui carga viral do HIV apresenta resultados positivos em humanos

O levantamento entrevistou 1.600 pessoas, e deste universo, apenas 8% afirmou não ter nada contra em relação a pessoas que praticam sexo com outras do mesmo sexo. O número se mostra alarmante, visto que, estudos anteriores feitos em 1998, mostravam que 68% da sociedade condenava a homossexualidade.

Vale lembrar que desde 2013 vigora uma lei que proíbe qualquer forma de “propaganda gay”. Chamadas de relações sexuais não tradicionais, carinhos, mãos dadas, beijos, entre outras manifestações de afetos é altamente condenável.